Requerimento da Comissão de Educação da Câmara de Ribamar é atendido

Poder Legislativo da cidade de Ribamar aprova indicações, requerimento e projeto de lei
18 de junho de 2019
Em prol do povo, vereadores de Ribamar realizam sessão ordinária
2 de julho de 2019
Show all

Câmara realiza audiência pública na tarde desta terça-feira (25) com o reitor federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, Prof. Roberto Brandão, e com o diretor-geral do IFMA – Campus São José de Ribamar, Marcos Antônio Goiabeira Torreão, acompanhado de alguns representantes do corpo discente, docente e equipe técnica do instituo.

A Comissão de Educação da Câmara de Ribamar, composta pelos vereadores Prof. Cristiano, Prof. Salis e Marlene Monroe, requereram junto à diretoria do IFMA – Campus Ribamar a discussão em audiência pública sobre o contingenciamento que está ocorrendo no ensino federal. Por essa razão, o IFMA, segundo seus diretores e reitor, está deixando de realizar alguns projetos de suma importância para a comunidade estudantil.

O primeiro a usar a tribuna foi João Victor, aluno do 3° ano do IFMA que cursa Programação de Jogos Digitais: “Quero dizer a todos aqui presentes do muito que fazemos, e do quanto é importante continuarmos com todo esse progresso. Todos nós do curso temos contribuído muito ao campus, levando trabalhos a eventos de nível nacional e internacional. Além do mais, existem alunos que desenvolvem outros projetos na linha de extensão que contribuem muito para a população. Assim, eu, como aluno, peço que seja respeitada a soberania do povo, como já dizia o filósofo Bodin. Espero que assim seja, que o presidente mude essa ideia, se é que é possível. Esse contingenciamento vai afetar todas as áreas da educação, como o nosso ensino técnico, médio e universidades, nas quais tentarei ingressar, pois não tenho condições de estudar em uma instituição privada, dependendo, portanto, do ensino público”, declarou João.

Durante a audiência, o diretor do IFMA destacou as dificuldades que vêm sendo encontradas para a manutenção do projeto: “Parabéns ao grande João Victor que está representando todos os nossos alunos! Nossos ribamarenses são dinâmicos demais, aptos de obter conhecimento, então não devemos deixar essa turma à mercê. Por isso, vamos continuar lutando para que possamos reverter essa situação”, enfatizou Prof. Torreão.

Ao fazer uso da palavra, o reitor federal foi enfático, pontuando que “o contingenciamento já ocorre há alguns anos, porém 2019 está sendo o mais difícil devido aos diversos cortes que houve e que continuam havendo na educação. Não estamos aqui dando uma justificativa do nosso trabalho, mas lutando por uma permissão para que continuemos trabalhando para a população de Ribamar. Estamos aqui discutindo a formação de pessoas, de uma nação”, pronunciou Brandão.

Vereador Prof. Salis, ao se pronunciar, lamentou o contingenciamento e elogiou o trabalho que vem gerando bons resultados ao IFMA: “O impacto do corte obrigou o instituto a trabalhar dentro de um orçamento reduzido, o que chegou a levar a direção a zerar alguns gastos. Tal fato prejudica bastante o andamento das atividades desenvolvidas. Essa situação precisa ser contornada, pois a educação deve ser considerada investimento”, proferiu Prof. Salis.

Ao usar a tribuna, o vereador Prof. Cristiano chamou atenção para a importância da audiência: “Na sua fala, João Victor, você não representa somente as centenas de alunos do IFMA, mas 26.000 alunos da rede municipal de Ribamar que um dia sonham em estudar nesse instituto federal, e que podem ter suas projeções de futuro ceifadas se não nos engajarmos ou multiplicarmos atitudes como esta. O IFMA foi o maior investimento que São José de Ribamar já teve, então eu, enquanto “soldado da educação” e na condição de vereador e membro da Comissão Municipal de Educação desta casa, não poderia ficar de braços cruzados e deixar de apoiar essa causa”, explicou Prof. Cristiano.

Vereadora Marlene Monroe cumprimentou a todos e também destacou a relevância da pauta debatida: “Sabemos que a educação forma e transforma a vida. O IFMA foi implantado com o objetivo de evoluir o âmbito educacional em nosso município, portanto, nós, enquanto vereadores, vamos continuar lutando, porque é a educação que forma o homem para a sociedade”, finalizou Monroe.

ASCOM/Câmara Municipal de São José de Ribamar

Os comentários estão encerrados.